Artes Marciais: O Karatê como filosofia de vida

Arnaldo Santos em um de seus treinos

Por Kelly Andrade

As artes marciais começaram a se popularizar na última década, devido ao grande interesse da população em praticar as lutas como forma de exercício e defesa pessoal. Antes, essa prática era de domínio exclusivo dos monges e guerreiros, mas hoje, as artes marciais provenientes do Japão, Coréia e China são cada vez mais populares e contam com um extenso número de adeptos.

Atualmente, o Karatê é uma das principais lutas utilizadas para autodefesa e significa “o caminho da mão vazia”. Sua origem remete ao século XV, em Okinawa, no Japão. Na época, uma lei proibia o uso de qualquer tipo de arma, porém, os criminosos a ignoravam. Para se defender, os monges zen-budistas desenvolveram a técnica de “mãos vazias”, a qual originou o Karatê. . No Brasil, a luta foi introduzida na década de 50 em São Paulo e em seguida nos outros estados.

O Blog Conexão Tribo conversou com um lutador profissional de Karatê, Arnaldo Santos, que compete pelo Esporte Clube Palmeiras e em campeonatos universitários pela Unisant’anna. Arnaldo nos contou que iniciou no Karatê aos 4 anos de idade e se inspirava inicialmente nos filmes de Bruce Lee. “O Karatê traz paz, harmonia e qualidade de vida”, garante. Arnaldo lembra que o Karatê não participa das Olimpíadas e acredita que isso acontece devido à falta de patrocínio e por ser um esporte filiado a muitas federações. “É o único campeonato que não participamos”, lamenta.

Perguntamos ao karateka sobre lutadores violentos que brigam nas ruas por qualquer motivo, e em sua opinião, isso é apenas uma desculpa para os vândalos.  “Isso é uma farsa, tem gente que acha que é profissional só porque se matriculou em uma academia de Artes Marciais, se a sociedade pensar assim sobre os lutadores profissionais estará sendo preconceituosa e mal informada”, afirma.

Arnaldo nos contou qual a filosofia do Karatê que eles falam antes de iniciar o treino:

“Lembra do Karatê, se esforçais para a formação do caráter, fidelidade para o com o verdadeiro caminho da razão, criai intuito de esforço, respeito acima de tudo e conter o espírito de agressão”.

O lutador é faixa-preta pela Federação Paulista de Karatê Interestilos e recentemente participou da 1° etapa do Campeonato Paulista de Karatê faturou o 3° lugar do pódio e foi classificado para as finais. O Blog Conexão Tribo vai acompanhar a final do campeonato, aguarde!