A ideologia de um grupo ao redor do mundo

Por Cintia Refundini

O movimento social e cultural punk rock que começou na década de 70 nos Estados Unidos e sempre teve como características músicas simples e ao mesmo tempo rápidas e agressivas. As músicas eram feitas sempre contra política ou alguma mobilização social.
Diversão, sexo, drogas, rock e temas do cotidiano sempre foram abordados por esse grupo de jovens e adeptos.
O estilo punk, a princípio, sempre adotou como filosofia o estilo “faça você mesmo”, ou seja, um estilo próprio e característico de ser que pretendia mobilizar a todos. Ainda na década de 70, o movimento partiu para a Inglaterra onde os jovens passaram a imitar suas bandas favoritas, dentre elas os Ramones.

Dentro dessa tribo urbana podemos encontrar estilos diferentes como o New wave, Pós punk, Psychobilly e Pop punk, estilos criados na década de 70, 80 e 90. Dos estilos mais famosos criados até hoje pelos punks podemos encontrar o hardcore, um estilo a parte que é extremamente distorcida e rápida, às vezes não chegam a um minuto de duração. Os americanos não deram tanta importância ao hardcore, se comparado às gerações anteriores. Seu estilo de roupa e cabelos curtos era mais simples.

Devido a grande onda de violência e brigas geradas pelas gangues punks, os jornais, noticiários e a mídia em geral começaram a ver o movimento e os punks com maus olhos, criando falsas ideias com o intuito de acabar com o movimento.
Isso fez com que a maior parte da população tenha uma imagem errada dos punks, e também os policias e militares que através de atitudes mais radicais fazem com que a repressão entre eles aumente. Atualmente, devido uma série de ocorridos, os punks andam sofrendo uma série de “pequenos preconceitos”, por parte da população e pelos jovens mais fechados e conservadores.

O adepto ao hardcore Bruno José da Silva de 17 anos, lamenta a forma que os punks são tratados pela sociedade e diz “A melhor forma de vencer esse preconceito é dando à cara a tapa porque para os punks o protesto não tem fim”.
O movimento punk no Brasil seguiu firme e forte, mesmo com todas as dificuldades, e foi crescendo, e hoje praticamente todas cidades brasileiras tem uma cena punk e o movimento brasileiro é considerado um dos maiores do mundo, com muitas bandas brasileiras indo tocar na Europa em festivais importantes.

A década de 90 foi sem dúvida de grande importância na cena punk do País com a criação de bandas como: consciência suburbana, anti sitema repressor entre outras que tiveram também muita importância no cenário nacional.
Ainda no Brasil, o estilo continuou a sua popularização e rapidamente o estilo hardcore, assim como na Europa foi muito utilizado. Como exemplo a banda Ratos de Porão. O olhar agressivo, com jaquetas e coleted de couro também ficou marcado pela população.

O estilo Punk é uma ideologia que um grupo de pessoas criaram na intenção de ter seu estilo próprio de ser e pensar. Cada dia é um dia de luta e eles tem que vencer esa luta chamada preconceito.

Andando pelas ruas de São Paulo encontramos bares, lojas que se especializaram em atender esse grupo. Na Zona Oeste da capital no bairro da lapa, encontramos lojas e mine shopping que vendem roupas e acessórios com logos e produtos relacionados aos Puncks.

O bolg Conexão Tribo através dos post, abre espaço para todas as weber, no Brasil e do mundo, pois os Puncks, hardcore… também fazem parte das tribos urbanas!

Anúncios